quarta-feira, 13 de julho de 2016

Soneto depressivo

No ritmo que se segue
Sinto-me em uma corda bamba
Se desequilibrar eu caiu
E vai virar aquela lambança.

Quem me dera ter a mente ocupada para te esquecer
Não queria me sentir triste e abandonado,
Só pensando em tudo que fiz de errado,
Para perder você.


Mas não encontro um caminho
Não tenho razão para continuar.
Me sinto esquecido, deprimido, sem nenhuma solução.

Rezo e imploro a Deus uma saída
Não quero encontrar sozinho
E por fim à vida...

terça-feira, 12 de julho de 2016

Assim estou

Cansado, detonado, sem rumo a sem chão
Perdido, esquecido, e fora da razão

Cansado, detonado, sem rumo e sem chão
Perdido, esquecido, e fora da razão

Assim estou
E devo continuar
Assim estou
buscando um novo lar

Pulando de ninho em ninho sem saber o que fazer
Me deitando com várias mulheres, porém sentindo falta de você
Me sinto culpado pelo o que aconteceu
Mesmo dando o máximo de mim, acho que faltou algo que não te convenceu
tento te esquecer,  é sério, pode acreditar
Mas só fechar os olhos que lembro do brilho do seu olhar

A isso me mata, me machuca, me tira o ar
Não importa com quem esteja
Nem tem sentindo sem você para me completar

Cansado, detonado, sem rumo e sem chão
Perdido, esquecido, e fora da razão

Cansado, detonado, sem rumo e sem chão
Perdido, esquecido, e fora da razão

Mas não vou dar o braço a torcer (não )
Você escolheu assim, então que assim seja meu irmão
Vou meter o pé, cair no mundo
E seja o que Deus quiser
Se estou sem chão,  faço um avião, pego um vôo rumo a imensidão...

Filosofia de Jardim

Penso e logo existo, e existo através do que penso, os momentos formam a vida ou a vida se forma de momentos?


Auto retrato

Auto retrato pintado na madeira com tinta acrílica, segui foto já transformada por filtro de imagem por isso a mistura de cores.
Foto Real, sem a filtragem.

Foto com a Filtragem.

Pintura na madeira com tinta acrílica.

Utopia

Sinto o mundo girar devagar
Sinto meus pés desprendidos do chão
Ah como queria viajar
Para uma terra de imaginação

Onde o amor tivesse lugar
E as pessoas tivessem coração
E neste lugar namorar
Com alguém que não te negasse a mão

E a noite ao ver o luar
Ao lado de minha paixão
E olhar aos teus olhos e falar
Como é linda esta visão

No entanto só consigo me apaixonar
Por pessoas sem noção
Que só tentam me machucar
Sem piedade e nem compaixão.

Elas me prometem um lar
Mas só me trazem desilusão
Por que ninguém consegue amar,
Sem trazer consigo punhal e facão?

Imagina só este lugar
E toda a sua nação
Lutando pela paz e o lar
e vivendo em união

Imagine campos verdes em todo o lugar
e a natureza pulsando como um trovão
Imagine só respirar esse ar
Inflando com força o pulmão

Imagine viver sem guerrear
E uma mão não antecipa o caixão
Não existem remédios para te controlar
E ninguém cai em depressão

Imagine viver neste lar
O remédio para a solidão
Queria podê viver lá
E não somente viver uma ilusão...



segunda-feira, 11 de julho de 2016

Desilusão

A cada passo um fracasso
A cada sonho um tombo
O que faço se não me regaço?
Só me sinto satisfeito com os enganos.

A cada novo amor
Sofro pelo anterior
A cada conquista 
Uma nova melodia
Cantada e contada
Buscando uma nova saída

A cada instante 
Vejo um elefante
Andando de motociclo 
Com um alto falante

Sei que isso não fez sentido
Mas é assim que me sinto neste instante
Perdido e confuso
Vejo imagens saídas do meu próprio mundo

Me sinto fraco e cansado
Sem mais forças para batalhar
Para que me apaixonar novamente 
Se no fim vou me atrapalhar?

A cada novo amor uma ilusão
A cada novo sonho uma nova decepção
Faço o que faço, vivendo nos meus próprios traços
Compondo o chão da minha ilusão
Vivo minha vida como uma rua sem saída
A cada novo ano, mais me vejo sem as pessoas que me eram queridas
O tempo corta meus laços e me deixa sem chão
Alguém que eu via todos os dias da minha vida
Hoje não tenho nem mais noticias.


Tic Tac

Tic Tac
Sinto o tempo passar, 
Sinto tudo mudar
A minha volta é claro
Enquanto eu to parado, sofrendo
Olhando para o teto, lembrando de um tempo
Que não vai mais voltar


Tic Tac
Sinta o tempo passar
Tic Tac
Ela não vai mais voltar
Tic Tac
Sinta o vento, o momento
Se sinta perdido, esquecido
Meu jovem Romeu.

Mas eai, vai ficar assim?
Sofrendo por algo que teve um fim?
Cresça, amadureça, siga sua vida e não deixe que apodreça.

Você tem um espirito lindo e forte
Tem um proposito, siga seu norte
Deus não te pôs aqui para sofrer
Tem um motivo, erga a cabeça e faça acontecer,

Tic Tac
Olha o tempo passando
Tic Tac
O que afinal você ta esperando?
Tic Tac
Esta na hora de ser forte
Siga seu norte
Faça sua própria sorte

Tic Tac
Não espere acontecer
Tic Tac
Ainda esta aqui esperando porque?
Tic Tac
Arregace suas mangas
Seja digno de fama
Ame quem te ama
E esqueça aquela baranga.




sábado, 9 de julho de 2016

Lembro sempre da aeromoça: “Em caso de despressurização da cabine, máscaras cairão automaticamente à sua frente. Coloque primeiro a sua e só então auxilie quem estiver ao seu lado.” Para ajudar alguém a gente precisa estar bem. Simples assim. Para amar alguém a gente precisa ter amor pra dar. E só tem amor pra dar quem se ama. 

(Clarissa Corrêa)

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Flor de jasmim

A flor de jasmim
No meu jardim
Me lembra você
Não consigo te esquecer

A flor de jasmim
No meu jardim
Me faz sofrer
Por lembrar do carinho
Que só encontrei em você

A flor de jasmim
No meu jardim
Tão macia e delicada
Me lembra da minha amada

Que me amava, me abraçava
Ela me incentivada,
E agora não tenho mais nada

Onde tu foi?
O que aconteceu?
Quando pisquei os olhos
Você desapareceu

Sozinho e abandonado
Com uma flor do meu lado
E lembranças do passado
Que não mais voltará

Outrora apaixonado
Agora desmotivado
Me sentindo cansado
Com medo do que virá

E a flor de jasmim
No meu jardim
Tao linda e serena
Te peço, traga-me de volta
Aquela pequena...



Alex de LaMontier

sábado, 11 de junho de 2016

Pseudolalia

Sofro de um mal que aflige muita gente
Sofro de uma constante necessidade de me tornar atraente
Vivo de uma fraqueza de não me sentir desejado
Vivo em uma incessante busca de me proteger de todos os lados.

Engano quem acredita
E machuco quem desconfia.
Ao ser questionado fujo e me escondo
Me protejo e me auto engano
Acredito na realidade que crio
E me sinto maior com isso.

Como Franklin Richards, me sinto com o poder
De alterar a realidade ao meu bel prazer.
Com auto estima baixa, me sinto desvalorizado
E com as mentiras constantes, me sinto mais bem engajado.

Mas quem quero enganar?
Não sou rei, não sou profeta
Não sou rico, muito menos atleta
Nunca fui a lugares que contei, 
E tão pouco tive as conquistas que declamei

Minha vida é chata, e sem movimentação
Meu pai autoritário e insatisfeito, reclamava ate da minha respiração
Não era bom o suficiente, e tão pouco capaz
E mesmo quando me sobressaia, não era nada de mais.

Agora estou aqui, preso em mentiras
Preso em um vicio que me consome a vida
E como escapar?
Como obstruir a necessidade de enganar?

Como vencer a ideia de incapacidade
E ter forças para encarar a realidade?
Como deixar de me preocupar com julgamentos
E viver a vida para meu próprio contentamento?

Quero por um fim ao medo de não ser bom o suficiente
E viver com os frutos colhidos de tudo que planto
Sem me deixar abater pelo julgamento dos que não me entendem
Quero ser livre para viver sem mais enganos.








Alex de LaMontier.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

A Culpa está em Nós

Levante a cabeça, e sinta esse perfume.
Nossa "presidenta" abre a boca, e já se sente o cheirinho de chorume.

Vivemos uma novela
Que mais parece uma piada
Nossa líder dizendo que não tem culpa
E milhares de pessoas ficando desempregadas.

Vai, fica a vontade, pode repetir o seu ventríloquo,
Diga que não sabia de nada, o povo já esta esperando por isso,
A piada esta pronta, somente você não ver,
O circo começou a pegar fogo, veja, ate os ratinhos começaram a correr.

No entanto não estou aqui para culpar uma pessoa ou partido
Pois toda a nação está errada,
Somos cúmplices de tudo isso.

Então não adianta uma reforma política,
Se depois de alguns anos tudo voltar ao ponto inicial,
E não adianta derrubar só uma quadrinha
Se toda nossa nação, com seu "jeitinho", é culpada pela crise atual.









Alex de LaMontier

terça-feira, 3 de maio de 2016

P.s I Love You

Foi você que me tirou do abismo,
E da solidão que se formou em meu peito,
Revivendo todo o amor que eu tinha para oferecer, e estava guardado,
Novamente estou feliz,
Agora tenho motivos para viver
Nada que aconteceu no passado irá atrapalhar nosso amor,
Dou a mim inteiro a você
Amor puro e verdadeiro

Dois seres em um
Iniciando uma vida, sem medo do futuro,
Agora você é meu mundo
Sem você não existo.

Longe de você me sinto só,
Orei tanto a Deus para encontrar alguém que me amasse,
Por incrível que pareça, ele me ouviu,
Enviou você a mim, e te prometo dar o máximo de mim, para te fazer
Sempre feliz.





Alex de LaMontier.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Oh Caspita

Oh, esperança perdida,
Que em minhas ventanas se arrebenta a brisa,
Oh, sentimento de escassez,
Que sucumbi minha alma, perdida em um talvez.

Talvez que não voltará,
Promessas ao vento banhadas pelo luar,
Mas se provaram falsas ao se pronunciar.

E agora, que faço eu perdido?
Deitado olhando para o invisível
Lembrando-me de um amor prometido,
E agora jaz esquecido.

Caspita de vida tirana,
Traz-me a paz, depois retira na barganha,
Traz-me o amor, e depois me arranca as entranhas.






Alex de LaMontier.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Soneto da Liberdade do instante

Vivendo cada momento
Sem medo de ser feliz
Me guiando como o vento,
Vivo da maneira que sempre quis.

E é vivendo e compondo
Que escrevo essa canção
E a canto por todos os cantos
Expondo meu coração.

Ser livre de alma, ser livre de tudo,
Tirando meus pés do chão
E conhecendo o mundo.

Viva cada momento, não se permita não viver,
Assim como diz Carpe Diem,
Não deixe para amanhã, o que pode ser feito hoje ao amanhecer.







Alex de LaMontier.

Soneto de como te adoro

Adoro seu cabelo ondulado
Adoro seu sorriso, com covinha dos dois lados
Adoro seu olhar, puro e sincero
Que me deixa obstinado a desvendar os seus mistérios.

Adoro a forma que você me olha
Adoro a forma que você me decora
Sabe tudo sobre mim, e me faz feliz
Adoro cada segundo que passo ao lado de ti.

E é por te adorar tanto
Que me prendo em seus encantos,
E só sei ficar prendido te admirando.

Te adorar me faz bem,
Ao saber que nunca adorei assim outro alguém,
E é te adorando que vou vivendo feliz como ninguém.







Alex de LaMontier

Hoje me disseram

Hoje me disseram que na vida tudo tem razão
Tudo se perde conforme se cria
E tudo se cria com a união.

A união de velhos laços que se cria com o amor,
Laços esses fortalecidos com vários anos de união
Mas que podem ser desintegrados com segundos de desilusão. 

Hoje me disseram que o dia estava lindo
Mas me pergunto:
O que seria lindo em um mundo de conflitos?

Conflitos e mazelas nos cercam a todos os lados,
Você ver e você sente, o dever do pecado,
Que consome a humanidade cega, que não percebe seus próprios atos.

Hoje me disseram que tudo se pode conquistar
Menos a própria liberdade
Isso você tem que ganhar.

Ser livre, independente, sem dever nada a ninguém.
Dizem que somos livres, 
Mas livres exatamente de quem?

Hoje me disseram que eu devo ser forte,
Sem medo e sem dor
Essa é a minha sorte.

E eu não entendo como ser forte
Ate mesmo em momentos de pura aflição
Onde o medo consome a alma, e destrói o coração.






Alex de LaMontier

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Preso na liberdade

Sou um garoto aprisionado por uma paixão,
Preso, e acorrentado dentro de meu próprio coração,
Encarcerado, apaixonado, sem meu chão.

E ao mesmo tempo que estou preso em mim mesmo, 
Vivo graças a você,
Meu ar, meu sol, meu tudo,
Luz do luar que ilumina meu mundo.

Minha musa linda e bela,
Se os olhos são a janela da alma,
Então você é a alpinista de minhas janelas.

Te conheço a tão pouco tempo,
Mas tu já es a Deusa dos meus ventos,
Que guia a direção de minha vida,
E os caminhos que devo seguir em cada partida.

Quero viver por você, e só por você,
Viver sem medo de tudo que você tem a me oferecer,
Pois te amo de forma tal, que não consigo nem descrever.









Alex de LaMontier.

No verso do Inverso


No verso do inverso sai da ruína,
Logo quando tudo parecia sem sentido,
Em um fim de tarde preso na rotina,
Esbarro com alguém que me olha nos olhos,
E com um simples olhar me fascina.

Esse alguém tão simples e serena me sorri,
Um sorriso lindo e cativante,
Que me faz lembrar os bons momentos que já vivi,
Agora encantado por um sorriso metálico tão brilhante.

No verso do inverso tudo aconteceu,
Em outro dia mais um esbarrão,
No entanto nesse dia veio o que eu queria,
Paramos e conversamos por horas sem exaustão,
E no fim da tarde o encontro se torna uma melodia.

Seus cabelos ondulados mesclados com o crepúsculo do entardecer,
Seu olhar apaixonado com um brilho mais intenso que o sol do meio dia,
Abraçamos-nos e nos beijamos sem nem ao menos perceber,
Acorrentados por uma paixão platônica que por ambos era mantida.

No verso do inverso embriaguei-me em seu encanto,
Seu aroma me iluminou a vida, e tirou-me dos prantos,
Rogo que o anoitecer não te faça me esquecer,
Que no amanhecer eu seja seu motivo de viver,

E que no crepúsculo eu possa ser novamente seu recanto.




Alex de LaMontier

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Reflexo da dor

As duvidas que se perpetuam em minha mente, são o reflexo de acontecimentos do passado que se esbarram no presente.
Peço perdão a alguém que recém conheci, que sofre junto a mim com algo que não foi sua culpa, sinto muito pelos meus receios, digo que te amo, e realmente te amo, mas minha mente me confunde, e meu coração me aprisiona em uma dor sem sentido, sinto que contigo posso ser feliz, só te peço que dê tempo ao tempo, eu prometo que serei seu cem porcento.
Me permita sentir o vento, me permita me apaixonar pelos momentos, sentir o aroma de seu perfume. Me permita me apaixonar por você, tanto pelos seus acertos, quanto pelos seus erros, não me faça sentir fraco, no momento me sinto tão cansado, por mais que meu físico esteja forte, sinto minha alma exausta, tantas paixões fracassadas, tantas promessas negadas, tudo ecoa na minha mente como um aviso, de que a solidão é meu melhor amigo, mas te confesso, que de corpo e alma, eu não quero isso.
Não me deixe só, não permita que morra sem vencer essa dor, você que pode ser meu verdadeiro amor, tenho tanto a te dizer, no entanto quando estou com você perco o ar, queria tanto te explicar, todavia com você do meu lado nem ao menos vejo o tempo passar.
Você me faz tão bem, me mostra a verdade, me amadurece a cada instante, com você me sinto mais forte, sinto o ar mais radiante, eu não quero te ver chorar, não quero te ver sofrer, você me faz tão bem...



Dedicado à Fernanda D. Lopes.







Alex de LaMontier.